/// A IGREJA de ONTEM – e a de HOJE ///

Satanás é um inimigo, inteligente e, além de tudo, tem muita  perspicácia. E, com a sua sutilidade, ele busca na mente humana a fraqueza e o desequilíbrio> fornecendo a ele, todas as armas – necessárias ao controle do homem.  Pois, é na fraqueza da humanidade, que ele se manifesta e muito astuto – o malígno consegue penetrar em qualquer setor ou lugar, mesmo que esteja fechado. Incluíndo sua casa. Se, esse fechamento, não for dentro das verdades de DEUS. Porque, somente com a “pura verdade,” o príncipe da mentira, das trevas, se detém, se afasta. Porque a luz cega, quebra suas forças. Devido a obscuridade  do mundo, em que vive.  Pois, necessita o homem, compreender o significado do caminho, que nos levam, aos mistérios Divinos.  Por isso, o malígno, faz de tudo, para impedir que o homem, avance, obtenha o acesso, ao “CAMINHO da VERDADE.”  E, como o autoconhecimento, leva o homem a liberdade espiritual, livrando-o do escravagismo material e espiritual – satanás, procura invadir os lugares sagrados, casas – templos e Igrejas, onde, a palavra é ensinada> pois, é alí, que ele encontra todo tipo de pessoas perdidas, sem rumo, e na maioria das vezes, aqueles que estão no comando das palestras – vivem, tão perdidos quanto aqueles que alí estão, buscando ajuda. Mas, os doutores da lei, não são sinceros dentro daquilo que pregam. E, usam de hipocresia e muita demagogia, para receber o seu quinhão.  Porque, eles, estão absorvidos pelos mesmos desejos do mundo, do que aqueles, que estão orando nos templos.  Enfim, seja aonde for, nas igrejas, mosteiros, templos ou qualquer religião> o que barra e aprisiona a força malígna, são os bons sentimentos, o bom coração e a sinceridade com a lei. Porque, aqueles que se intitularam ministros da ordem divina, no passado, nos primórdios da igreja>a violentaram, a contaminaram com o sague de justos, por causa da ganância e do poder dos Reis. E, devido a estes fatos

vergonhosos – a igreja não tem a autoridade, para falar dessa ou daquela religião> em verdade, todas estão no mesmo nível – perante os olhos de DEUS. Engatinhando, ainda nos primeiros degraus, da verdade espiritual e do conhecimento da Lei – envolvidos nos dogmas, e nas leis que criaram para manter seus fiéis, presos no círculo – estabelecido por eles.

As hostes satânicas, estão aí> prontas, esperando sempre, através da fraqueza humana, as portas serem abertas – para entrarem. Porque, é isso, que eles fazem de melhor – desde o princípios dos tempos. O mundo infelizmente, está escancarado, aberto ao ataque do reino das sombras.  Pois, as religiões, que deveriam proteger a humanidade do mal – foram as primeiras a sucumbir aos delírios do ouro, do poder e da política. Fizeram comércio, mercado da palavra de DEUS> cedendo espaço para as hostes das sombras passarem pela corrente religiosa, quebrando-a, para entrarem na igreja, como também nas outras crenças.  Consequência dos maus hábitos de pensamentos e sentimentos. Aonde, ódio, vingança, ciúme, inveja…são os agentes principais, por onde, as trevas, tocam o coração da humanidade.  A Igreja primitiva, surgiu, “quarenta dias” depois da ressurreição de JESUS>número, interessante> porque, aparece várias vêzes na bíblia – em várias situações. Mas, como dizia: durante algum tempo, foi Jerusalém, o Norte da Igreja primitiva.   Aonde, tempos depois, o apóstolo Paulo – denominou a Igreja como (corpo da Igreja)   Paulo, nem imaginaria que o Igreja de Cristo, o “corpo da Igreja”, seria manchado por atitudes, perversas e conscientes – dos doutores da lei> criando para o bem próprio, a trágica (Inquisição) igualmente, também se alastrou, tempos depois – para o protestantismo.   E, em 1920 – algumas crianças, eram violentadas e maltratadas, em colégios na França e em vários outros países, ministrados pela Igreja> e, com o consentimentos de seus superiores. Que faziam vistas grossas, aos erros de seus professores. Onde até hoje, ainda aparecem casos, descritos pela Imprensa mundial.  Em verdade, as religiões, com (raríssimas exceções)> passam por cima da Lei Maior de DEUS, sem o menor respeito ou temor. A ignorância é tão grande, que eles fazem as coisas, como se tudo fossem verdade e sem medo de DEUS. Eles, expõe os seus desejos e luxúrias, buscando nítidamente, o státus material. Por isso, o malígno consegue entrar no seio da religiosidade humana, sem fazer força> o homem por natureza, tem no corpo, a única razão de seu viver. Satanás, sabe disso, por isso, passa com facilidade, pelas defezas religiosas, assumindo a autoridade, impondo suas idéias e tentações, aqueles de espíritos fracos, que se proclamam grandes pastores, bispos, padres… como também, dirigentes de outras seitas ou crenças. Porque, são os cifrões, que os conduzem ao jogo da mentira religiosa. É claro que existem as( exceções)> mas, a porcentagem, é tão mínima, que, a corrente espiritual da terra, não se sustenta, perante, as demais religiões, entregues aos valores monetários. Daí, é que, no próprio recinto da Igreja e de outras crenças, o malígno se estabelece> sem se importar com os gritos de “Glória a DEUS” >pois, tudo está falseado e o próprio Senhor, sabe perfeitamente, que a hipocresia e a demagogia, domininou a sua Igreja e determinadas religiões. Como, se, a “quantidade” fosse qualidade.  Então, vamos pensar, analizar e tentar enxergar o óbvio.  Verão que – o mundo mudou pra pior. E, cada vez mais as religiões e igrejas, crescem, mas, o mundo se contorce, se debruça nas dores e na ignorância da rebeldia, do homem em negar, aquilo que os olhos não enxergam.  Enquanto a barbárie, toma conta do planeta e o planeta, através de suas forças sagradas, se rebelam contra o seu predador,  o homem>que, todo o tempo, fere a própria mãe natureza, que dá o sustento a humanidade.  Vejo o homem, muito pobre na espíritualidade – porque, a nossa cultura é mais materialista, do que, espiritual. As religiões,  para conquistar mais fiéis, prometem, tudo que podem prometer, dentro do campo material, comercial e amoroso – até da vingança!  Mas, não ensinam o homem a pescar ou a andar, sobre as pernas. Não ensinam a conhecer a si próprio> a força e o poder, que o SENHOR, ortogou a todos os seus filhos – mas, por motivos enerentes as coisas do mundo. Estão, subjugadas pelo desejos e pensamentos  materiais. Enfim, o que é mais ensinado pelas religiões, é a vontade do homem em conquistar o mundo – do que, lutar pela vontade de ganhar o Reino de DEUS.   As igrejas, desde os tempos passados, vieram demostrando ao povo, uma superioridade nas palavras, da incorporação da violência. – um atagonismo as verdades de DEUS.

Enquanto JESUS, nos ensinou dar a outra face, a Igreja primitiva nos mostrou a barbárie, a brutalidade, a violência, ao invés – do Amor de DEUS> perante o povo na sua humildade.  Mas, aqueles que se mostravam mais inteligentes no conhecimento da palavra do espírito – eram torturados e mortos.   Hoje, vemos um crescimento desordenado de Igrejas, sem base, de uma verdade, além dos horizontes do mundo. – sem a realidade profunda da lei.  É, como se nada, mudasse. O autoritarismo, continua o mesmo. Não é mais evidente, porque, a Lei do País, não permite.   Por isso, o mundo está em desequilíbrio.   Fora do plumo.  “Uma só Igreja>dividida, em milhares de denominações. Cada uma, puxando para o seu lado – tentando possuir, o seu modo de entender a lei e a própria vida. Mediante o Poder de um único DEUS e Senhor. E, nisso tudo, vemos os filhos de DEUS, divididos em várias religiões e interpretações de seu Reino.   Porque, isto, é uma consequência da natureza humana, buscando seu poder interior> mesmo, que eles não tenham a consciência disso, e, neguem o fato – mas, o homem segue seus caminhos, segundo a sua idéia, vontade e o coração de cada um. Isto, se arrasta, desde que o tempo é tempo. Quando o tempo fez o homem, perceber a energia espiritual se manifestanto, transmutando, em cada elemento da natureza.  Assim, vemos o homem, clamando o Nome de DEUS – mas, sem alcançar o real conhecimento do seu EU, do seu SER.  Tendo como objetivo, versículos decorados – enquanto, o interior humano, continua vazio, porque a palavra da lei, não nasceu no coração> apenas nos lábios. E, este fato, JESUS, já fazia comentários. Dizendo, que, nem todos entrariam no Reino dos Céus – porque, ainda não estavam prontos. Sem a (unidade) do SER -prevalece o desequilíbrio, entre as mentes dos homens – contaminadas pelo ilusionismo do mundo e os seus desejos, para obter o poder material.  Desde o princípio do nascimento da Igreja, nos corredores dos castelos – os Reis e Rainhas> ditavam, ordens e desejos, e os bispos, aceitavam, porque, em verdade, o que predominava não era a Lei de DEUS> Mesmo que, aparentemente, diante dos leigos, parecesse que a igreja – desse as ordens – mas, todo o tempo, as palavras giravam em cima do poder.  Os bispos eram autoritários, presunçosos e inpunham o Nome de DEUS, como arma do medo, enquanto arquitetavam planos para matar, inocentes.  Na verdade a Igreja, nunca respeitou a Lei, como deveria ser. Haja, visto, a vergonhosa inquisição. Em todas as situações, a Igreja demostrou possuir muito autoritarismo, em benefício de seus interêsses políticos e pessoais.  Portanto -(o corpo da Igreja) está contaminado pelo sangue de inocentes.  Atos desordenados, movidos pela ignorãncia e falta de sencibilidade d’alma. Por isso, a cúpula da Igreja, tornou-se um “telhado de vidro.”   Como> disse JESUS> “Atire a primeira pedra, quem não tiver um pecado.” E, é o que mais faz a Igreja, hoje – sempre julgando e condenando – aquilo que não sabe julgar.    Por este motivo, é difícil, alguém afastar um demônio, se a moral está fragilizada por nossos erros passados., por nossas segundas intenções. Os demônios, que tanto a Igreja comenta são “obsessores” espíritos perdidos, sem rumo e sem identidades com eles mesmos! Por isso, se vê, pastores crescer, em cima desses pobres sêres. Tudo depende do homem, voltar à ou mergulhar em sua identidade interior – tentar unificar a sua essência – para perante um coração puro e sentimentos de AMOR, PERDÃO e CARIDADE> possa, a misericórdia Divina se fazer presente e fluir no coração do homem. ( Se,  por causa de uma única morte – Moisés, foi impedido de entrar na terra “prometida.”  Porque as suas mãos estavam sujas de sangue.)   

A Igreja primitiva, se firmou – sob a austeridade da  violência e morte. Porém, temos, hoje, as exceções de alguns homens, que, pelas suas qualidades de caráter, mantém o  mundo, ainda de pé.   Portanto: “Enquanto o homem, somente viver, para “receber,” ele, continuará nas mãos das sombras – porque, em verdade, nós temos que aprender a “dar,” se doar > foi assim, que JESUS nos ensinou, mas, os homens não aprenderam> e continuaram a querer (ganhar) – por isso, a humanidade PERDE e sofre, porque, não aprende a AMAR nem PERDOAR! O mundo ainda bate forte em seus corações.       ( Vejam a sequência desta matéria “Sangue do justo”)  

O PASTOR> cuida de suas ovelhas com muita atenção e muito carinho.  A ovelha que se desgarra das demais, faz o pastor largar tudo – para buscá-la> por isso, ele é pastor.                          (BARTHO)

E-mail do autor (luzbartho@hotmail.com)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s