///JESUS – do ORIENTE ao OCIDENTE///

                                        JESUS> nasceu no continente asiático “Oriente” mas, foram os ocidentais, que o aceitaram como Guru ou Mestre – em verdade, seria a vontade do altíssimo – que tanto o oriente como o ocidente, fossem (UM) no conhecimento do absoluto. Mas, o ocidente, é um povo ao meu haver, muito separatista, autoritarista, materialista. Porque sua cultura, valoriza as coisas materiais, tentando sempre salvar suas vidas corporais.

                                     Enquanto o oriente, era mais flexível à verdade Divina> mais inspirado na espiritualidade.  O plano de DEUS, era ver o Oriente e o ocidente, unidos em cultivar um intercâmbio de suas qualidades inerentes  a cultura de cada povo!

                                        Se JESUS, não tivesse aparecido no ocidente, o que seria deste povo> despreparado no conhecimento da verdade. Enquanto o oriente crê no SER – o ocidente vive no TER.
O oriente, nos princípios dos tempos, recebeu muitos seres sagrados, que, deram a eles – a cultura de ensinamentos vindos da glória de DEUS.  Já, o ocidental, por conviver longe da espiritualidade, e próximo de combates, guerras e ambições> não tiveram a mesma sorte – motivos pelos quais, ainda hoje, somos tão interrogativos sobre a nossa espiritualidade e a nossa vida na matéria. Pois, na verdade, somos bem descrentes da realidade do espírito. Somente dando mais valor ao que a ciência e a razão nos diz. 

                                         Por isso, mesmo, com tantas linhas religiosas, o oriental, por sua natureza mais presente, diante do absoluto – alcançou melhor o entendimento de seu interior – aonde, a yoga – tornou-se o caminho dos grandes mestres, gurus espirituais, através do autoconhecimento e meditações.

                                        Enquanto o ocidental, sempre mais ambicioso, procurou e procura, ainda hoje, as religiões, para resolver seus problemas materias> sem a menor preocupação em despertar a sua espiritualidade interior. Ele valoriza o materialismo> o conhecimento da alma é coisa segundária.  Onde, em sua maioria, a religiosidade, não deixa de ser um comércio bem lucrativo.   É a luta do espírito – contra a matéria – e da VERDADE – contra a MENTIRA!    (BARTHO)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s