/// FRAGILIDADE HUMANA ///

                    Em verdade> diante de tantas catástrofes, vejo o homem despreparado para o enfrentamento das dores e dos sofrimentos de tantas perdas.  E, no meio de tudo isto – como um ífem – estão as religiões, tentando segurar a humanidade em suas inseguranças, interiores e exteriores.  Pois, sãos elas – os caminhos, que os conduzem ao equilíbrio emocional, corporal, mental e espiritual. Pelo menos tentam. Neste momento em que a humanidade vive suas provas, seus testes – aonde, o conhecimento espiritual, se tornam o consolo para nos levantar e nos por a prova, quanto a “fé,” perante o Nome do Criador.

Porém, vejo em toda essa nossa fragilidade, a falta da consciencia no que se refere a “unidade espiritual,” entre as religiões> cada qual, se impondo com seus dogmas, suas regras e suas leis.  Nos deixando, prisioneiro do TER – e perdidos, mediante o forte materialismo e consumismo, inerente a uma cultura, que nos leva a salvar o corpo ao invés da alma. E, neste mundo tumultuado e completamente envolvido pela violencia e barbárie – o homem ve a sua vida humana, alinhada com a vida da mãe natureza e com os mistérios que a envolvem.  Pois, na verdade, ela, não deixa de ser a nossa progenitora. O homem depende dela, para sobreviver – nesta desordem, em que a ambição do homem nos lançou.  Infelizmente, mesmo com o passar dos séculios, a raça humana, pouco cresceu em espírito!  Subjugando-se, a utopia, a ilusão das coisas do mundo. Onde, a vida material sem a liberdade do conhecimento, além da razão – fez do homem, refém de seu viver no corpo. Assim, o homem vai sempre em busca de uma religião, mais pelos desejos do mundo e da sobrevivencia da carne, do que, a vida do “ESPIRITO.”  E, através da curiosidade, investem sem consciencia de causa, naquelas, que, segundo seus corações e também, a propaganda que as religiões fazem a respeito delas  resolverem todos os problemas. (sendo isto, um grande erro> pois, deveriam elas, antes de prometerem – conhecerem as causas – porque, ninguém é inocente – tudo tem o seu porque) diante da Lei de DEUS. Quando o homem agride a lei do homem, ele somente é solto, quando sua pena, chega ao fim. Também é assim, com aquele que fere a Lei Maior.  Não, podemos, simplesmente, interferir numa causa que não conhecemos. JESUS, todas as vezes, que curou, as pessoas doentes ou mortas, estavam prontas para serem libertas. Já tinham cumprido suas provas – perante a lei. Elas foram um estrumento, para mostrar a glória do Senhor!  “A vida é mistério. A morte também e tudo que está no céu e abaixo de nossos pés!” Antes, de SER – temos que vencer o TER> Para nos encontrar na UNIDADE, que nos ensina, o princípio de “Todo Mistério.” Aí, é que se começa a realmente viver!    (BARTHO)

E-mail do autor (luzbartho@hotmail.com)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s