/// LIBERDADE de CRENÇA RELIGIOSA ////

A CONSTITUIÇÂO da REPÚBLICA FEDERATIVA do BRASIL>  nos diz, que: ” É inviolável a liberdade de consciência e de crença – sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida na forma da Lei, e a proteção aos locais de cultos e a suas liturgias”       ( Artigo 5, inciso VII da CF)                                                               O Estado é “Laico”.  Isto,  significa – que ele não tem religião.  (Artigo XVIII, “Toda pessoa tem direito à liberdade de pensamento, consciência e religião; este direito inclui a liberdade de mudar de religião ou crença e a liberdade de manifestar essa religião ou crença, pelo culto e pela observância isolada ou coletivamente em público ou em particular.     Enfim – “Somos livres no lugar do culto.” Mas, livres também – para expressar a nossa opinião e para ser contra qualquer prática, sem descriminar pessoas, mas, sim os seus modos de vida.  Quero dizer: “Pode-se criticar, mas, não pode descriminar.  Criticar o comportamento é uma coisa e descriminar é outra!   Por isso, é fundamental que haja o diálogo entre as religiões em defesa dos Direitos Humanos.  Todos somos iguais, perante os olhos de DEUS. Mas, mesmo que o nosso “País,” seja (Laico) – não entendo, porque vejo mais em “foco”, a nossa Bíblia – quando deveria na verdade, mostrar também as demais escrituras – como o Alcorão, o Torá, o Bhagavad Gita etc. Realmente, torna-se difícil, êsse entendimento “Laico,” existente no Brasil>aonde proliferam, tantos seguimentos religiosos, religiões e Igrejas de diferentes Culturas.  Mas, é sempre o homem, a tentar ofuscar ou maquiar a verdade da lei aos olhos dos humildes – levando-os, a se tornarem – igual a “Torre de Babel.” Tudo por causa de sua ganância ao ápice do poder. É uma vergonha, usarem o Nome de DEUS em benefício próprio e religioso. Por isto, desde os primórdios, que as religiões se guerreiam e matam pelo Nome de DEUS – aonde, os interêsses pessoais, políticos e financeiros – sempre foram as suas diretrizes.   Devido a este modo de pensar contrário a unidade da Luz – É difícil que aconteça um ecumenismo nesta  civilização.  Pois, o homem, mesmo clamando o Nome de DEUS – clama mediante a sua hipocresia e demagogia, para obter fiéis e status em suas comunidades.O coração do homem está vazio de DEUS. Mesmo que haja, tantos clamando o Nome do Senhor> é somente na aparência, pois, tudo que aprendem é teórico – não vive no coração do SER. O Poder material domina a realidade humana. Seus conhecimentos são superficiais ao verdadeiro conhecimento de seu próprio Ser interior> assim, sem carregar a verdade da “vida” – Deixam a mente ser preenchida pelo materalismo – expondo a essência da alma as ambições mundanas e tudo o que a materialidade pode lhes oferecer.  Deste modo, o espírito não se alimenta, não recebe a energia necessária para se abastecer e fortalece-se na sua verdadeira identidade espiritual.  Ficando o homem forte no corpo, mas, fraco no espírito, onde as trevas, tomando-os como reféns – torna o mundo, um campo de batalha, material, espiritual e mental.

CONCLUÍNDO…

# Desconhecer os valores de outras crenças> é ignorância.  Porque, todas são caminhos, vindos de várias direções, e rezando, orando, clamando – pro mesmo DEUS> de maneiras diferentes, porém, o mesmo Pai Nosso!  Mas, o homem sempre ditando suas normas, especulações, porque, por algum motivo desconhecido ao bom senso da alma – desde os princípios dos tempos – ele, joga ou maqueia a verdade do absoluto – segundo seus interêsses, sobre a massa popular.

Hoje, em pleno século 21> o homem ainda carrega os mesmos erros do passado – sem temer as consequências espirituais – ele, nega a “verdade” que “UNIFICA” e, divide a humanidade> segundo seus interêsses, pessoais, políticos e religiosos!   Tudo, pelo ganho do poder material – do status e do controle de fiéis.

Por isso, eles relutam na observância da lei – não aceitando ou pelo menos, tentando não criar polêmica – entre, as demais crenças.  Assim, não aceitam o ecumênismo – porém, amanhã – do outro lado da linha, vocês, terão que aceitar o óbvio da lei> porque, aqui no mundo, as religiões possuem seus interêsses pessoais e comerciais> mas, vida espiritual, não existe o poder do capitalismo – sim, o Poder de DEUS e sua Lei> a Lei Maior é a absoluta!

Em verdade, o homem se esquece ou não quer enxergar – que, nós somos ainda alunos primários nos mistérios de DEUS > e, as religiões as salas de aulas, aonde, cada qual – procura no final de cada tempo na terra> alcançar o significado do que seja a “vida do mundo” ou o que seja, a “vida e a morte”!

Na vida de espírito, seremos chamados, para receber o valores de nossas “notas” Então, é quando se sabe, se passamos ou não – naquilo em que fomos chamados a fazer, perante o nosso próximo.   Aonde, os títulos adquiridos na terra, não terão valor – o que vai ser somado serão os sentimentos, pelo qual cumprimos com a missão recebida.  Prevalecendo o Amor, a Fé e a Caridade.  Pois, no Reino de DEUS, todas as religiões são iguais, são respeitadas – onde, no final das somas, todas se completarão em (UMA) Isto, é a UNIDADE, divina! Enquanto, o homem continuar negando a UNIDADE, entre as criaturas de DEUS, negar a união entre as entidades vivas> continuarão, sendo reprovados, na terra e no céu – é daí, que vem o sofrimento humano – por não compreender, que, a própria natureza, em sua essência, nos ensina – essa verdade – quando mantém em seu habitat, na fauna e na vegetação, entre as diferentes espécieis – todo um equilíbrio!  (BARTHO)
E-mail do autor (luzbartho@hotmail.com)



Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s