O verdadeiro amor não mata – PERDOA e LIBERTA

Pintura em tela “Cigana” (Artista plástico Bartho)

Aquele que ama não mata>mas, dá sua vida por seu amor! Aquele que  mata por amor – ele não está no amor, mas, na ignorância, no egoísmo em não conhecer o verdadeiro amor, que liberta e perdoa.  O amor verdadeiro suaviza o coração, iluminando-o de luz e alegria. Mesmo na dor do sofrimento, o amor ampara, tranquiliza e nos dá segurança. ISTO é o AMOR!  Por isto, JESUS, deu sua vida por nós> deu seu sangue, tendo no peito, o poder do AMOR> que nos transforma em luz> porque em nosso SER, vive e reina a vontade de viver em quaisquer circunstâncias. ISTO é o AMOR! Agora, aquele que se diz apaixonado ao invés de deixar o amor livre, torna-se possessivo – torturando com ciúmes imaginativos e batendo na pessoa amada ou matando> Isto, é doença, não é amor. Porque, um verdadeiro amor, caminha com o perdão ao seu lado. Jamais com a vingança, ódio ou rancor – pois, no coração de quem ama, não há lugar para maus pensamentos – neste coração – mora a “LUZ.” Me lembro de uma história, que me contaram, na qual – um homem tinha um grande  amor por uma mulher> conviviam normalmente. Ele, conhecedor do significado do puro sentimento, que é o AMOR> procurava sempre deixar sua companheira a vontade – querendo  mostrar a ela, que, não existia ali, um marido mandão, machista, mas, um homem, que acreditava, que um pedaço de papel – não tornava ninguém dono de outra. Isto é um grande engano do homem natural. Mas, este homem sempre procurava mostrar um amor sem violência, mais com a liberdade natural, que todo ser humano merece possuir – porque, ninguém é de ninguém. Somente DEUS, pode julgar, pois, “Ele,” conhece cada fio de cabelo de seus filhos. Assim, este homem – durante o tempo de convívio, procurou dar um amor sem perguntas, – pra onde foi, com quem andou ou com quem saiu.  A mulher era livre, mesmo sendo casada tinha sua liberdade e a confiança de seu marido. Porém, um dia, ele, chegando do trabalho, cansado, ao abrir a porta de sua casa> viu que estava vazia – tudo tinha sumido. Ele, então, perguntando aos vizinhos> descobriu, que, a mulher havia estacionado um caminhão na porta da residência, colocado toda a mobília nele e partindo, logo em seguida.  Outro homem, num momento desses – talvez, perdesse a cabeça – deixando a raiva, o ciúme ou a vingança, dominá-lo> dizendo: “Vou matar essa mulher! Traidora! Fiz tudo por ela e agora me traiu. Com certeza, isto é pensamento de uma  paixão!”  Mas, este homem, tinha em seu coração, um grande amor no peito. E, os maus pensamentos, neste momento crítico, não o alcançou, não entrou e não mergulhou em seu coração. Pois, ele pensou: “Bem, se ela foi embora, sinal que deixou de me amar> é um direito dela e de qualquer pessoa, de ir e vir.”  Mas, este é um tipo de raciocínio, contrária o pensamento das demais pessoas. Porque, no geral, haveria alí, muita raiva e palavrões. Mas, não foi isto que aconteceu. E, mesmo sentindo o coração apertado, aflito e traído – Ele, não blasfemou – porque, nutria por ela, um grande amor e no recanto de seu quarto, ele chorou… mas, sem rancor – apenas, com a saudade de um grande amor, que partiu. Sua mente não se alterou> interiormente, estava firme, continuando senhor de seu domínio mental> mas, ele sentiu a pancada,  e,  soube bloquear o golpe.  Assim, logo pela manhã, bem cedo, por volta das 06:30 h. Ele saiu de casa, e foi pra firma do sogro – pois, ele, acreditava que sua ex-mulher, apareceria por lá. E, realmente, estava correto em seu pensamento> logo que chegou ao portão da empresa, viu encostar um táxi – e dele, desceu sua

 

Pintura em tela “Cigana” (Artista plástico / Bartho)

mulher ou ex> o importante naquele instante, era enfrentar aquela situação complexa. Agora, olharia nos olhos de sua mulher “Olho no olho” Outro homem ou outra  mulher, naquela situação, perderia o equilíbrio,  e com certeza iria tirar satisfações> fazendo ali, um grande escândalo – mas, não foi isto, que aconteceu, este homem, carregava com ele o espírito do verdadeiro amor.  E, nem por um segundo se alterou simplesmente a olhou nos olhos >  ela ficou completamente passada. Baixou suas vistas, sem coragem para fitá-lo. Não contava que seu marido, lhe procurasse ali > por conhecer o modo dele SER, tranquilo e moderado.  Ela, disse: “Não te esperava aqui. “Antes de falar, olhando nos olhos dela – ele pensou: “Eh, não consegui fazê-la entender ou compreender, que a liberdade e a confiança, parte da primícia de um verdadeiro amor – o mundo ainda não está pronto, para entender um sentimento sem o preconceito machista. Onde ele pode tudo e a mulher não pode nada. O homem trai, mas a mulher não pode trair – porque é uma vagabunda! Os direitos  são iguais, entre todos os homens. Então ele falou: “Tudo bem, não tenha medo. Vamos até a esquina, tomar um café, e conversar. Lá chegando disse: “Está tudo em paz, siga o seu caminho. E, se precisar de um amigo, pode me procurar. Não estou zangado, apenas triste>  não esperava isto de você! “Então veio a bomba: ” Estou grávida de outro homem.” O coração dele, esfriou> mas, o poder do amor, foi mais forte. Ele, falou: “Tá bom… você fez sua escolha – agora, siga o teu caminho, e vá em paz. Serei sempre o teu amigo.” E, foi embora, deixando pra trás, sua esperança de ter uma família, com aquela mulher, que naquele momento, ainda tomava conta de seu coração. Mas, nisso tudo> o que chamava à atenção, era o seu controle.  Aquele homem, nem por um segundo, perguntou:  “Com quem você, me traiu?”  “QUEM É ELE?”  “como você o conheceu?”

Pintura em tela “Cigana” (Artista plástico / Bartho)

“Como foi  engravidar de outro homem? É…e, este homem, simplesmente, nada falou, nem tão pouco se revoltou – apenas, amou verdadeiramente, e soube perdoar – pois, entendia, o significada de tudo aquilo. E, o tempo passou – Três, longos anos… sozinho, mas, agora, tinha em seu SER, um conhecimento maior, que todo o ouro do mundo. Ele, tinha buscado através daquele sentimento puro, onde a vingança ou o ódio, não tinham tido forças de tocar o seu coração – o amor verdadeiro, no conhecimento do absoluto. Sua visão, alcançava mais longe, como os olhos da águia> a luz, que não pertencia ao mundo, mas, a espiritualidade da glória de DEUS.  Assim, aquele homem foi avisado, pelas forças sagradas da luz, que sua ex-mulher, apareceria, para lhe pedir ajuda. E, ela de fato apareceu… chorando, porque o homem, com quem agora vivia, batia nela, e a deixava com fome. E, com o ex-marido, ela tinha tudo, principalmente a “liberdade.” e muito respeito. Agora> ali, estava, parada na frente dele. Ela veio, pedir-lhe dinheiro e uma tentativa para voltar com o marido. Mas, agora, tudo tinha mudado. Aquele homem, não caminhava mas sozinho, como no passado. A luz, gostou do que viu, quando o homem, ao invés de vingança, preferiu perdoar a mulher e ainda lhe ofereceu ajuda. O céu todo correu, e aquele homem ajudou – pois, na terra, a vingança predomina, o ódio, o rancor… mas, este homem, foi diferente, prevaleceu o amor no peito, sem rancor> Isto, agradou a luz, que o tomou pra si. E, agora a mulher, nem imaginava, com quem estava falando. Então, o marido, disse: “Minha vida mudou. Agora, vivo no conhecimento, sem credo, raça ou cor.” Ela, então falou: ” Não quero ser santa” Mas, não precisa ser santa> apenas mudar o seu modo de agir. Respondeu o ex-marido! Ela preferiu, voltar a vida antiga. E, o homem seguiu o seu caminhar> visualizando e ouvindo os conhecimentos que lhes chegava através da LUZ, que o conduzia> diante do Nome DEUS. Esta história, é verídica. Por isso, é que vejo, no verdadeiro amor – um caminho, para o Reino de DEUS – Porque, o AMOR, constrói, e fortalece, aquele em que nele se lança> e junto com ele o PERDÃO. Isto, é que salva uma alma. E, JESUS, nos deixou o AMOR e PERDÃO, como exemplo de sua LUZ      ( Bartho) 


Pintura em tela “CIGANO” ( Artista pástico / BARTHO)

Somente através do conhecimento dos Mistérios> conheceremos a profundidade do interior das coisas interiores – como também do que é exterior. A partir do sentimento do amor interior> que rege o espírito divino em nosso SER.  ” O AMOR POR SI, NÃO VIVE, SE NÊLE NÃO HABITAR  O PERDÃO!”                                     (BARTHO) *Acima – uma Pintura em tela “Cigano” (Artista plástico / Bartho)


Anúncios

Sobre Mestre Bartho

####Caminho por entre as brumas do tempo> procurando no meu caminhar, aprender a conhecer a misericórdia do Divino Mestre JESUS e dos Iluminados do Oriente!!!!!! Para quê, o "Espírito da Verdade" e a sua Sabedoria com seus Mistérios - possam comigo, andar> assim, ser (UNO) entre as criaturas de DEUS, as entidades vivas, e, seres da natureza, que juntamente com os seres de LUZ, me conduzem nas palavras do Conhecimento Absoluto! Percorrendo as trilhas das matas, e, nos pés de uma frondosa árvore, me sentar...meditar, olhando o céu, como fonte de plena energia, para o meu SER, emergir à tona da ignorância material, onde as forças dos mestres da natureza, virão me ensinar a conhecer os movimentos, existentes nas matas, que poucos conseguem entender ou nas matas caminharem, sem aos seus moradores ofenderem! E, finalmente, poder mergulhar no (Oceano da Vida) aonde, a MORTE, não sabe chegar ou andar > porque (ela) não tem a chave pra no Reino da Vida - (entrar) Pelo Conhecimento, conheci, novos caminhos, e, muitos mistérios, me foram ensinados, assim, me fizeram enxergar, o que está além do além> da lei humana, pois, o meu SER, "Vive na Vida" da Vida Maior do Espírito! DEUS> está em mim, Eu estou em DEUS!
Esse post foi publicado em Grupo 1. Bookmark o link permanente.

2 respostas para O verdadeiro amor não mata – PERDOA e LIBERTA

  1. Eu gostei da 1ª cigana, você ainda tem aquele quadro? Tenho interesse.

  2. Gilberto Melo disse:

    A minha intuição diz que o homem dessa história é o próprio autor dela e deste blog.

    Atitude de um iluminado, reconhecimento da luz.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s